Escolhas

Normalmente eu não tenho aquele perfil mais agressivo de quem corre atrás dos clientes. É muito raro eu procurar alguém depois de uma reunião de apresentação para sondar se vai fechar comigo ou se seria preciso um algo a mais para conquistar o contrato. Com a Juliana foi diferente. Ela é amiga de uma amiga minha e por isso eu pude saber o que provavelmente a levaria a fechar com outro profissional. Isso tornou possível que a gente entrasse em um acordo e ambas abrimos mão, um pouquinho daqui um pouquinho dali, filmagem definida, contrato fechado!  Fiquei pensando muito a respeito de quantos eventos eu deixei de fazer por pouca coisa. Essa amiga que tenho em comum com a noiva que vocês verão nas fotos abaixo está começando a pensar seu casamento e eu vejo agora um viés que até então eu não conhecia tão de perto. O limite entre o que você quer e o que você pode nem sempre é claro e pode ser muito confuso definir o que vale mesmo a pena. A cada nova experiência me dou mais conta do quanto é difícil fazer uma festa de casamento. Envolve muita coisa e cada uma dessas tantas coisas pode ser tão cheia de detalhes, não é mesmo? Imagino você que está no olho do furacão da preparação do seu casamento se sentindo compreendida, acertei? Sim, eu entendo, agora mais ainda por causa do casamento da minha amiga. Mas olha, com tudo, há algo que eu posso te garantir: com as escolhas corretas, depois que você viver esse dia vai sentir a delícia que é e terá plena certeza de que valeu, e que você faria tudo de novo.

Comentários

Comentários