Tempo

A Maria da Graça é um caso a parte na minha história. Veio conhecer meu trabalho só para fazer companhia a uma amiga que estava noiva. Na ocasião ela era solteira, não tinha namorado e nenhuma pretensão de pensar na cobertura do próprio casamento.  Um dia, muitos meses depois, minha secretária agendou um horário para fechar um contrato para Maria da Graça. Perguntei quem era, disse que não me lembrava de ter atendido esta cliente e ela já vinha fechar? Não entendi. Até que veio a noivinha, com um brilho no olhar de quem realiza um sonho muito sonhado. O tempo tem seu tempo, só é preciso saber lidar com ele.



Comentários

Comentários

Almas Perfumadas

“Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.
De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça, melando os dedos com algodão-doce da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro e a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.
Tem gente que tem cheiro de banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo.
Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.
Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza.
Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa.
Do brinquedo que a gente não largava.
De passeio no jardim.
Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo.
Corre em outras veias.
Pulsa em outro lugar.”

Ana Cláudia Saldanha  Jácomo

Comentários

Comentários

Sentindo …

É incrível como pode ter gente tão especial. Este casal tem algo que é raro: eles percebem a vida, sentem a vida. Mas de um jeito diferente, contagiante. Neste casamento foi difícil não chorar. Teve um momento em que me peguei com cara de boba olhando para aqueles dois, tocada pela maneira como dava para sentir o amor deles, arrepiada. A Iara já chegou aqui me mostrando que era especial. Se emocionou quando confirmei que poderia fazer a cobertura do seu casamento. Isso me tocou muito fundo, me fez sentir o quanto isso era importante para ela.

Foto mostra aquilo que é possível ser visto, com o olhar, o que costuma ser diferente do que pode ser sentido. Não neste casamento, em que o amor era tão forte que quase dava para pegar.

Comentários

Comentários

Olá!

Seja muito bem vindo a este espaço de compartilhar. Este é um dos muitos projetos que venho alimentando no infindável corre-corre do cotidiano. Há meses penso “tenho que fazer um blog”, “se eu tivesse um blog eu colocaria estas fotos”, “se o blog já estivesse pronto faria tal comentário sobre este casal”. Chegou a hora! Estou radiante!

Quero começar com esta foto, muito peculiar para mim, de um dia especial. Dia de recomeço. Foi a primeira vez que fotografei após o nascimento da minha filha. Era um dia nublado, chuvoso, que me dizia que em tudo há beleza, sempre, basta ter olhos de ver e de compreender.

Comentários

Comentários