Mágico

Fotografar um casamento envolve muita coisa. Além da noiva, há um universo enorme de outras pessoas e expectativas que eu sempre cuido para que consiga perceber todas as especificidades das pessoas que se apresentam diante de mim. Nesse casamento tinha muita gente boa e pessoas que já são queridas ao meu coração, o que fez com que este dia seja muito especial para mim. Recebi muito carinho e saí de lá feliz, com a sensação de missão cumprida e grata por merecer a confiança de mais uma família. Bárbara, Douglas e familiares, gratidão sem tamanho por compartilharem comigo as memórias deste dia, foi mágico!

Harmonia

Coisa mais linda essa família! Ver a relação dessa noiva com a irmã me emocionou de verdade, saí dessa festa pedindo a Deus que minhas meninas se amem assim, tanto quanto Nayara e Nathália. E o pai? Ah… como é bom ver o amor nos olhos de um pai que cuidou de fato das filhas, participando efetivamente da vida delas em todas as fases. Daqui por diante vou colocar meu marido para lavar o cabelo das nossas filhas periodicamente, assim como o pai da Naty faz até hoje! Sobre o Diego nem tem o que falar, a lei da sintonia funcionou demais aqui e o noivo segue em total harmonia. Delícia demais fotografar essa família, mal posso esperar pelo próximo dia em que os terei novamente diante das minhas lentes.

A fórmula do amor

Dia desses, durante uma palestra a que assistia, o expositor recitou essa poesia de  Victor Hugo:

“O homem e a mulher

O homem é a mais elevada das criaturas;
A mulher é o mais sublime dos ideais.
O homem é o cérebro;
A mulher é o coração.
O cérebro fabrica a luz;
O coração, o AMOR.
A luz fecunda, o amor ressuscita.
O homem é forte pela razão;
A mulher é invencível pelas lágrimas.
A razão convence, as lágrimas comovem.
O homem é capaz de todos os heroísmos;
A mulher, de todos os martírios.
O heroísmo enobrece, o martírio sublima.
O homem é um código;
A mulher é um evangelho.
O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.
O homem é um templo; a mulher é o sacrário.
Ante o templo nos descobrimos;
Ante o sacrário nos ajoelhamos.
O homem pensa; a mulher sonha.
Pensar é ter , no crânio, uma larva;
Sonhar é ter , na fronte, uma auréola.
O homem é um oceano; a mulher é um lago.
O oceano tem a pérola que adorna;
O lago, a poesia que deslumbra.
O homem é a águia que voa;
A mulher é o rouxinol que canta.
Voar é dominar o espaço;
Cantar é conquistar a alma.
Enfim, o homem está colocado onde termina a terra;
A mulher, onde começa o céu.”

Na hora pensei em Ana Paula e Alexandre, tão diferentes… Dizem que para dar certo tem que ser assim, tenho lá minhas dúvidas. Não acho que para dar certo tem uma fórmula que se aplica para todos os casos. Para dar certo, em todos os casos, basta o amor. E esse, meu amigo, não se apresenta em fórmulas. Cada casal tem seu jeito de amar e, como diz Machado de Assis, “cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.”

0026 0027 0028 0029 0030 0031 0032 0033 0034 0035 0036 0037 0038 0039 0040 0041 0042 0043 0044 0046 0047 0048 0049 0050 0051 0052 0053 0054 0055 0056 0057 0058 0059 0060 0061 0062 0064 0065 0066 0067 0068 0069 0070 0072

Simplesmente amor

Se eu fosse atribuir um adjetivo para cada uma das minhas noivinhas, a Karine seria a sensível. Incrível o vínculo que ela teve comigo. Na época em que ela viria conhecer meu trabalho pessoalmente, eu estava passando por alguns probleminhas de saúde na família e acabei desmarcando nossa reunião por duas ou três vezes… Até que eles mesmos pediram que a Michelle os atendesse, porque não queriam fechar com ninguém antes de ver meus álbuns. Desde o início das negociações senti um cuidado e um carinho enorme da parte deles comigo. Contrato assinado e a Karine me acompanhou durante um ano e dez dias que se seguiram até o casamento. Nesse período manteve a sintonia tão forte que quando eu passei por mais um probleminha de saúde na família, ela chegou a ligar aqui no estúdio para perguntar se estava tudo bem, sem saber o que estava acontecendo, apenas por pressentir algo. Foram vários recadinhos, presentinhos…Tanto carinho que todo mundo aqui do estúdio já se derretia só de falar o nome dela. E o grande dia chegou. Renato, o noivo, quando me viu na igreja, me abraçou como se abraça alguém muito querido. Dentro do carro, momentos antes da cerimônia começar, a Karine me falou o quanto gosta de mim e, durante a festa, me olhava com um brilho nos olhos, uma alegria tão grande por eu estar lá, que eu mesma quase não consegui conter a emoção. Ela confirmou o que todos já sabíamos: estávamos diante de uma pessoa especial, que atraiu para seu convívio outra pessoa especial, como não podia deixar de ser. Naquele dia o amor dos dois contagiava quem estivesse por perto. Karine e Renato, vocês são a prova de que um casamento lindo não se faz com grandes despesas, se faz com um grande amor.