Materna

Tem gente que nasceu para ser mãe. O dom da maternidade grita com tanta força que a energia materna abraça o mundo. A Laninha é dessas. Ela é mãe do Caetano, este menininho lindo que aparece nas fotos, do Lucas, que acaba de nascer, e da Luiza, a minha filha Luiza. Me explico: quando a minha filha nasceu eu fiquei doente e não pude amamentar no primeiro mês de vida dela. Laninha, este anjo materno, esposa do meu primo Alexandre, alimentou minha menininha. Tive o privilégio de amamentar minha filha depois que sarei graças a ela, que ficava na minha casa o dia todo, disponível para amamentar a Lulu. Fazer estas fotos foi tudo de bom. Uma manhã agradável em família curtinho tudo de melhor que a vida tem para oferecer. Seja muito bem vindo, Lucas.



















Mel

Toda mulher deveria fazer seu álbum de gestante. Tinha que ser como fazer enxoval, item indispensável. O momento é único, independente de quantos filhos forem gerados. Registrar este milagre é um imenso privilégio. A Tatiana, mamãe da Melissa, curtiu tanto a sessão de fotos que chorou. Bem no comecinho das fotos, entre um clique e outro, eis que vejo lágrimas e a Tati rindo… “vê se pode, estou chorando!” Que bom poder despertar este contato mágico durante as fotos. Seja muito bem vinda, Mel e muito obrigada a Tatiana e a todas as barrigudinhas que me dão a oportunidade de compartilhar desta etapa tão importante na vida de uma mulher.